Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

INTRODUÇÃO PRECOCE de ALIMENTOS é MUITO COMUM no BRASIL e nos EUA

Por: Prof. Marcus Renato de Carvalho, IBCLC

 /

 

Quase 50% das mães americanas

dá papinha para bebês antes de 4 meses

 

Algumas disseram que fizeram isso para que o bebe dormisse melhor.
Para outras, só o leite materno não matava a fome da criança.

 

              Nos Estados Unidos, uma pesquisa mostrou que quase a metade das mães começa a dar papinhas para os bebês antes dos quatro meses de idade. Qual a idade certa para esse tipo de alimentação? Veja na reportagem.

Michele brinca: “Quando Charlotte nasceu, tinha leite para alimentar um bairro inteiro”. Só aos seis meses a filha experimentou a primeira papinha.

Inna começou a dar comida sólida para a filha mais cedo, aos quatro meses e meio. “Parei de amamentar porque tinha que voltar a trabalhar”, conta.

A academia de pediatria americana recomenda que a alimentação sólida seja introduzida quando o bebê fizer seis meses, mas um levantamento feito em todo o país pelo Centro de Controle de Doenças (CDC) e Prevenção dos Estados Unidos mostra que muitos bebês começam a mastigar as papinhas bem mais cedo.

 

A pesquisa, feita com 1,334 mães, mostrou que 40% delas começam a oferecer a papinha antes de a criança completar quatro meses e 9% delas quando o bebe tinha menos de um mês.

Algumas mães disseram que fizeram isso para que o bebe dormisse melhor à noite. Para outras, apenas o leite materno não matava a fome da criança, que parecia sempre irritada.

Introduzir comida sólida muito antes do tempo, segundo os médicos que conduziram a pesquisa, pode aumentar os riscos de a criança vir a ter doenças crônicas como diabetes e a obesidade, além de fazer com que ela recuse mais cedo o leite materno.

 

“Também pode ser perda de tempo. Se a criança ainda não estiver preparada para engolir a comida, ela vai cuspir tudo e ainda pode vomitar”, diz o pediatra Michel Cohen, autor de um livro especializado em alimentação para crianças.

Ele lembra: a mãe deve continuar com o leite materno.

“A comida sólida não deve substituir totalmente o peito pelo menos até os oito meses de idade”.

 

Elaine Bast  Nova York, EUA para o Programa Bom Dia Brasil

 

O www.aleitamento.com adverte:

 

A Amamentação deveria ser exclusiva até os 6 meses e continuada até 2 anos ou mais.

 


Última atualização: 28/3/2013

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
24 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital