Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

ALEITAMENTO MATERNO EXCLUSIVO: menos ALERGIAS

Por: Asthma Proceedings 2008

Duração da AMAMENTAÇÃO e risco de doenças alérgicas na infância em países em desenvolvimento
 

  

Aleitamento materno exclusivo parece reduzir o risco de alergias nos países ocidentais, porém há poucos relatos em países em desenvolvimento. Pesquisadores publicaram, recentemente, no Allergy and Asthma Proceedings, um estudo em que procuraram avaliar o efeito do aleitamento materno exclusivo sobre o desenvolvimento de doenças alérgicas e de eczema em um país em desenvolvimento.

 

Foi realizada uma pesquisa de corte transversal em clínicas de pacientes pediátricos hígidos, em onze centros de saúde primária, no Hamad Medical Corporation, no Catar. Um desenho de amostragem multiestágio foi utilizado e uma amostra representativa de 1500 pacientes pediátricos (0 a 5 anos de idade) e mães (18 a 47 anos de idade) foram pesquisados entre Outubro de 2006 e Setembro de 2007. Destas, 1278 mães (85,2%) participaram do estudo. Um questionário anônimo e confidencial avaliando aleitamento materno e doenças alérgicas foi completado por mães que levavam seus filhos para imunização. O questionário incluía rinite alérgica, sibilância, eczema, tipo e duração do aleitamento materno, hábitos tabágicos dos pais, número de irmãos, renda familiar, nível educacional materno e alergias que os pais apresentavam. Métodos estatísticos uni- e multivariados foram utilizados para análise estatística.

 

Mais da metade dos pacientes pediátricos (59,3%) estava em aleitamento materno. A duração do aleitamento materno associou-se à idade materna. A prevalência de eczema (19,4%), rinite alérgica (22,6%) e sibilância (12,7%) foi significativamente menos freqüente em pacientes em aleitamento materno prolongado (> 6 meses), comparados a pacientes em aleitamento materno por menor período. A associação entre aleitamento materno exclusivo e eczema tendeu a ser semelhante em pacientes pediátricos com antecedente familiar positivo de atopia (P < 0,001) e de eczema (P < 0,001), comparado a pacientes não portadores de ambos.

 

Os pesquisadores concluíram que, em pacientes pediátricos de países em desenvolvimento, o aleitamento materno prolongado reduz o risco de desenvolvimento de doenças alérgicas e de eczema, mesmo na presença de antecedente materno de alergia, podendo constituir uma medida prática, eficaz e preventiva.


Duration of breast-feeding and the risk of childhood allergic diseases in a developing country - Allergy and Asthma Proceedings 2008;29(4):386-391(6)

 

 

 

 


Última atualização: 2/2/2011

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
24 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital