Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

\ Crianças \ Iniciativas \ Artigo

Homenagem: DIA do PEDIATRA - um profissional em defesa do desenvolvimento infantil

Por: Dr. Marcus Renato de Carvalho, Pediatra, Puericulutor.

 /

Pais, crianças e Pediatra:

Uma relação essencial ao desenvolvimento infantil

Por FMCSV em 27 de julho de 2016

 

                      No Dia do Pediatra, entrevistamos a doutora Luciana Rodrigues Silva, nova presidente da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), para falar desse trabalho incrível de cuidar do bem-estar dos pequenos. Ela também dá dicas aos pais e ressalta a importância da leitura para o desenvolvimento infantil.

 

Fundação Maria Cecília Souto Vidigal – Por que, a cada dia, menos profissionais se especializam nessa área?


Dra. Luciana – Há alguns anos ocorreu de fato um declínio na procura da especialidade. No entanto, mais recentemente, houve uma volta na procura da Residência em Pediatria, e esta especialidade é fundamental, pois apenas o pediatra está habilitado a assistir e orientar as crianças e os adolescentes.

 

FMCSV – Quais as maiores dificuldades que o profissional enfrenta na relação com os pais? E com as crianças?

Dra. Luciana – As maiores dificuldades que os pediatras encontram são representadas, muitas vezes, pelas condições inadequadas de trabalho. Com os pais pode haver, às vezes, alguma dificuldade, mas o pediatra habilidoso e competente tende a resolver a maioria dos problemas de comunicação. Os pais querem ser ouvidos e ter suas crianças bem assistidas. Raramente ocorre dificuldade entre o pediatra e as crianças, pois ser pediatra inclui ter competência técnica e sensibilidade.

 

FMCSV – Como lidar com angústias de pais que, a qualquer sintoma, procuram o pediatra?

Dra. Luciana – Para resolver essa questão há de se criar e estabelecer um bom vínculo entre os pais e o pediatra. O pediatra tem um papel muito importante na orientação adequada. Por isso, o ideal é a relação com uma boa comunicação, na qual o pediatra tenha empatia e atenção, oferecendo as medidas adequadas de prevenção e tratamento.

 

FMCSV – Durante as consultas, de que forma envolver o pai nas questões que estão sendo abordadas? Ainda persiste mais a presença da mãe?

Dra. Luciana – Mais recentemente o pai tem se dedicado especialmente ao cuidado com a criança, o que é fundamental, pois assim toda a família se envolve e a criança se sente mais segura. No entanto, ainda acontece de a mãe ser a principal acompanhante, mas, a cada dia, o pai também tem assumido esse papel e o pediatra deve sempre enfatizar essa importância.

 

FMCSV – O que os pais, especialmente os de “primeira viagem”, devem saber sobre os cuidados com os bebês?

Dra. Luciana – Durante a gravidez do primeiro filho, antes do nascimento da criança, o casal deve ter uma consulta com o pediatra para receber as primeiras informações sobre os cuidados com o recém-nascido. É natural que os pais se sintam inseguros e o pediatra deve ter disponibilidade para orientar detalhadamente todas as mudanças que ocorrerão e as ocorrências mais frequentes nos bebês. A orientação mais significativa nessa fase é o apoio à amamentação.

 

FMCSV – Quais dicas a senhora dá aos pais para que se sintam mais seguros diante de possíveis problemas nos filhos, antes de buscar o apoio médico?

Dra. Luciana – Acho que o mais importante para os pais é estarem atentos ao crescimento e desenvolvimento de seus filhos e também às quaisquer alterações que surjam. Outro aspecto é que idealmente cada criança tenha um pediatra que a conheça, pois esse profissional deve acompanhar a criança saudável periodicamente, assim como a criança doente.

 

FMCSV – A SBP realiza a campanha Receite um Livro. Como a leitura pode ajudar no desenvolvimento da criança e qual o papel do pediatra nisso?

Dra. Luciana – A leitura para crianças é indispensável ao seu desenvolvimento cognitivo e de inteligência. Já existem evidências demonstrando isso. Em todas as consultas pediátricas deve-se fazer a prescrição de medicamentos quando necessária, a prescrição das vacinas, a prescrição da alimentação adequada e de esportes e a prescrição da leitura! Esta é uma contribuição muito importante para as crianças.

 

 Então, como pais ou cuidadores, que tal começarmos com a dica de leitura, dada pela Doutora Luciana?

 Clique aqui e saiba mais sobre a campanha Receite um Livro,

realizada pela SBP, com apoio da FMCSV e da Fundação Itaú Social.

 

 


Última atualização: 27/7/2016

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
21 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital