Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

GESTANTES e NUTRIZES SERÃO PROTEGIDAS no TRABALHO

Por: Agência Câmara - Brasil

Projeto impede grávida e quem amamenta
de trabalhar em local insalubre

   

 

 BRASÍLIA - A Câmara analisa o Projeto de Lei, do deputado Ivo José (PT- MG), que proíbe o trabalho de mulheres gestantes e em período de amamentação em atividades ou locais insalubres. A proposta estabelece que, caso a trabalhadora exerça atividades em locais ou condições insalubres, deve ser afastada durante o período da gravidez e da amamentação, mas sem prejuízo de receber o adicional de insalubridade, garantido pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

São exemplos de atividades insalubres o trabalho em minas, pedreiras, estações de tratamento de esgoto e ambientes sujeitos a radiação química, descargas elétricas, excesso de ruídos, umidade, mofo e gases químicos.

Afastamento remunerado
O deputado observa que o trabalho em ambientes insalubres é prejudicial não só para as trabalhadoras, "mas principalmente para o feto e para a criança em fase de amamentação". Por essa razão, Ivo José entende ser necessária a restrição à gestante e à lactante. Entretanto, o deputado lembra que exigir apenas a obrigatoriedade de afastamento da empregada não é suficiente, devido ao risco de prejuízo econômico às trabalhadoras. Assim, exige o pagamento do adicional de insalubridade durante o período de afastamento.

O adicional de insalubridade previsto pela CLT é de 30% do salário do trabalhador, excluídos acréscimos como gratificações, vantagens individuais, prêmios ou participação nos lucros da empresa.

Tramitação
As comissões de Trabalho, Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania analisarão o projeto em caráter conclusivo.

 


Última atualização: 29/7/2011

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
25 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital