Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

\ Notícias \ Notícia

Divulgação científica – nossa responsabilidade social

Por: Prof. Marcus Renato de Carvalho, IBCLC, UFRJ

 /

 

Divulgação científica é uma das nossas missões

 

                                 Divulgação científica é o mesmo que "popularização da ciência" sendo este termo mais utilizado dentro da tradição de países anglo-saxônicos a partir da década de 50 para caracterizar atividades que buscam fazer uma difusão do conhecimento científico para públicos não especializados.

A divulgação científica é fundamental para o desenvolvimento da ciência, uma vez que ela é responsável pela circulação de ideias e difusão dos resultados de pesquisas para a população em geral. Desta forma potencializando o debate científico e instigando novos talentos para atividades de ciências.[1]

Outras expressões com sentidos mais restritivos são também usadas, tais como: comunicação pública da ciência, vulgarização científica e jornalismo científico.

A divulgação científica iniciou-se há mais de cinco mil anos. Mais recentemente, a popularização da ciência tem sido interpretada também como um instrumento para tornar disponíveis conhecimentos e tecnologias que ajudem a melhorar a vida das pessoas e que deem suporte a desenvolvimentos econômicos e sociais sustentáveis. Tais ações podem ter ainda um importante papel de apoio às atividades escolares e acadêmicas. Mas não devem ser vistas apenas pelo seu caráter complementar ao ensino formal. Tem seu significado próprio, ao se dirigirem a um público mais amplo, que já passou (ou não) pelas escolas.

Atualmente, a divulgação científica ocorre em praticamente todos os formatos e meios de comunicação: documentários, revistas de divulgação científica, artigos em periódicos, websitesblogs e nas redes sociais.[2] Existem, inclusive, canais de televisão dedicados exclusivamente a divulgação científica, tais como Discovery Channel e National Geographic Channel, evidenciando o grande interesse dos meios de comunicação por fazer da ciência um de seus temas centrais.

Compromisso ético

O aleitamento.com desde 1996 realiza essa tarefa de divulgar a ciência no campo do aleitamento materno e seu entorno – humanização do parto e nascimento, cuidado paterno, metodologia mãe-canguru, bancos de leite humano, espiritualidade & saúde...

Adotamos o código HON – Health On Net com seus princípios de respeito ao leit@r:

 

 Autoridade

1.

Toda orientação médica ou de saúde contida no site será dada somente por profissionais treinados e qualificados, a menos que seja declarado expressamente que uma determinada orientação está sendo dada por um indivíduo ou organização não qualificado na área médica.

 

 

 

 Complementaridade

2.

A informação disponível no site foi concebida para apoiar - e não para substituir - o relacionamento existente entre pacientes ou visitantes do site e seus médicos.

 

 

 

 Confidencialidade

3.

Será respeitado o caráter confidencial dos dados dos pacientes e visitantes de um site médico ou de saúde - incluindo sua identidade pessoal. Os responsáveis pelo site se comprometem em honrar ou exceder os requisitos legais mínimos de privacidade de informação médica e de saúde vigentes no país e no estado onde se localizam o site e as cópias do site.

 

 

 

 Atribuições

4.

Quando for o caso, a informação contida no site será respaldada por referências claras às fontes consultadas, e, quando possível, tendo links HTML para estas fontes. A data em que cada página médica foi atualizada pela última vez será exibida claramente (no topo da página, por exemplo).

 

 

 

 Justificativas

5.

Quaisquer afirmações feitas sobre os benefícios e/ou desempenho de um tratamento, produto comercial ou serviço específico serão respaldadas com comprovação adequada e equilibrada, conforme indicado no Princípio 4.

 

 

 

 Transparência na propriedade

6.

Os programadores visuais do site irão procurar dispor a informação da forma mais clara possível e disponibilizar endereços de contato para os visitantes que desejem informação ou ajuda adicional. O webmaster exibirá seu endereço de e-mail claramente em todas as páginas do site.

 

 

 

 Transparência do patrocínio

7.

Os apoios dados ao site serão identificados claramente, incluindo a identidade das organizações comerciais e não-comerciais que tenham contribuído para o site com ajuda financeira, serviços ou recursos materiais.

 

 

 

 Honestidade da publicidade e da política editorial

8.

Se a publicidade é uma das fontes de renda do site, isto deverá ser indicado claramente. Os proprietários do site fornecerão uma breve descrição da política de divulgação adotada. Os anúncios e outros materiais promocionais serão apresentados aos visitantes de uma maneira e em um contexto que facilitem diferenciá-los do material original produzido pela instituição gestora do site.

 

 

Cobertura de eventos – congressos, lançamento de revistas científicas e resenhas de livros

A equipe do aleitamento.com é regularmente convidada para encontros científicos com a intenção de difundi-los para profissionais de saúde e público leigo. Um exemplo recente foi o lançamento da série The Lancet sobre Amamentação em português realizada na sede da OPS/OMS em Brasília em 2016.

 

Curadoria de eventos

Nesse esforço de aprimoramento o Editor do portal, Prof. Marcus Renato de Carvalho fez uma especialização em Comunicação em Saúde no ICICT/FioCruz para alicerçar e ampliar o alcance do nosso trabalho.

Comunicação & Saúde é um termo que indica uma forma específica de ver, entender, atuar e estabelecer vínculos entre estes campos sociais. Distingue-se de outras designações similares, como comunicação para a saúde, comunicação em saúde e comunicação na saúde. Embora as diferenças pareçam tão sutis que possam ser tomadas como equivalentes, tenhamos em mente que todo ato de nomeação é ideológico, implica posicionamentos, expressa determinadas concepções, privilegia temas e questões, propõe agendas e estratégias próprias.

 

Realizamos alguns eventos de divulgação científica que continuarão como o I e II Congresso Virtual de Aleitamento Materno.

E as conferências para comemoração dos 30 anos do cuidado mãe-canguru em São Paulo e Rio de Janeiro.

Para celebrar os 20 anos do portal criamos o Centro de Estudos do aleitamento.com com 2 reuniões em 2016, uma para discutir as Campanhas de aleitamento e a outra o lançamento da 4ª. edição do livro Amamentação – bases científicas.

 

O trabalho em rede

Pertencemos a Rede Nacional Primeira Infância e atuamos no GT Homens pela Primeira Infância que permite articulação com centenas de instituições e ONGs brasileiras multiplicando o alcance de nossas atividades.

Estamos nas redes sociais ampliando o alcance de nossas publicações: https://www.facebook.com/aleitamento e @aleitamentocom

Disponibilizamos apresentações, documentos, livros, publicações na nossa Bibiloteca Digital do aleitamento.com

  

No Brasil, alguns outros proeminentes divulgadores de ciência são Drauzio Varella (medicina), Ana Beatriz Barbosa Silva (psiquiatria), Marcelo Gleiser (astrofísica), Raquel Rolnik (urbanismo)...

Para essas iniciativas de Divulgação Científica contamos com a parceria da FW2 Agência Digital.

 

ð  Mande para a gente sua tese, sua monografia, artigo científico, livro, fotos, imagens, notícias... vamos tentar publicar aqui no www.aleitamento.com

  

Referências

1.    Massarani, Luiza; et al. (2002). Ciência e Público: caminhos da divulgação científica no Brasil (PDF) (Rio de Janeiro: Casa da Ciência – Centro Cultural de Ciência e Tecnologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro). p. 232. ISBN 85-89229-01-7. Consultado em 22 de novembro de 2013.

2.    Porto, Cristiane de Magalhães (org.) (2009). «Divulgação científica independente na internet como fomentadora de uma cultura científica no Brasil» (PDF). Difusão e cultura científica. alguns recortes (Salvador: UFBA). p. 93-112. ISBN 978-85-232-0619-2. Consultado em 29 de novembro de 2013.

 

 

Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Última atualização: 6/1/2017

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
21 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital