Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

TV Aleitamento

Neste espaço você encontrará vídeos relacionados ao aleitamento materno.

Existem 94 vídeos. Você está na página 5 de 6 página(s).

Somos MAMÍFEROZINHOS!

  • Resumo
  • Texto Completo
  • Link Permanente
Data: 14 de agosto de 2014
Autor/fonte: Luis Alberto M. Tavares + Associação Portella
deo-Poema em defesa da amamentavel....

 Vídeo-Poema em defesa da amamentação e contra a morte pela fome evitável.

SMAM: Campanha Nacional de Amamentação 2014

  • Resumo
  • Texto Completo
  • Link Permanente
Data: 14 de agosto de 2014
Autor/fonte: Ministério da Saúde - Brasil
">Minist dois anos ou mais. Assista ao filme oficial da campanha....

 Ministério da Saúde lançou a campanha nacional de amamentação 2014. A campanha busca incentivar as mamães a amamentarem seus bebês até dois anos ou mais. Assista ao filme oficial da campanha.

MUSICOTERAPIA no MÃE-CANGURU na Maternidade Escola UFRJ

  • Resumo
  • Texto Completo
  • Link Permanente
Data: 14 de agosto de 2014
Autor/fonte: Martha Negreiros
Clip sobre o trabalho de Martha Negreiros e equipe na Maternidade Escola da UFRJ.Filmagem em abril de 2013, realizada pelo LabTel do IFF...

 Clip sobre o trabalho de Martha Negreiros e equipe na Maternidade Escola da UFRJ. 

Filmagem em abril de 2013, realizada pelo LabTel do IFF

Saúde e Cuidado na PRIMEIRA INFÂNCIA

https://www.dropbox.com/s/hvnpapujq7k234o/Meu%20Filme.vob?n=24787447

  • Resumo
  • Texto Completo
  • Link Permanente
Data: 28 de fevereiro de 2014
Autor/fonte: Marcus Renato de Carvalho
Palestra no Colgio Porto Real do Dr. Marcus Renato Carvalho, sobre Sancia, no dia 22 de fevereiro, s 17h30. O som no inas, mas depois fica melhor. Depois dos primeiros cinco minutos, os slides da palestra sincronizam com a fala, tornando a filmagem mais rica.Prof. Joo Malheiro...

 

Palestra no Colégio Porto Real

do Dr. Marcus Renato Carvalho,

sobre Saúde e Cuidado na Primeira Infância,

no dia 22 de fevereiro, às 17h30.

O som no início fica um pouco confuso com a gritaria de fundo das crianças, mas depois fica melhor. Depois dos primeiros cinco minutos, os slides da palestra sincronizam com a fala, tornando a filmagem mais rica.

Prof. João Malheiro

 

A Dor Além do Parto - Violência Obstétrica

  • Resumo
  • Texto Completo
  • Link Permanente
Data: 26 de novembro de 2013
Autor/fonte: Produção: Letícia Campos Guedes
A DOR ALM do PARTOA viol....

 


A DOR ALÉM do PARTO


A violência obstétrica é uma grave violação aos direitos mais básicos da mulher parturiente, dessa forma, o objetivo primordial deste documentário é servir como veículo de informação e denúncia, constituindo-se num importante instrumento de conscientização dos profissionais do direito e da saúde, assim como das mulheres que pretendem ser mães. Evidencia-se a realidade do parto e nascimento no Brasil através de depoimentos de mulheres vítimas de violência no parto e averígua-se as implicações jurídicas que o assunto possui, bem como as consequências para a vida da mãe e do bebê.

Curso online de Manejo Clínico da Lactação

Marcus Renato de Carvalho_Manejo Clínico da Amamentação_TEASER.mp4 from Medportal Cursos Online Medicina on Vimeo.

  • Resumo
  • Texto Completo
  • Link Permanente
Data: 23 de outubro de 2013
Autor/fonte: Prof. Marcus Renato de Carvalho
Em breve estarCURSO de MANEJO CLno MED PORTALAguardem o link e as dicas de como se inscreverem...

Em breve estará online o 


CURSO de MANEJO CLÍNICO da LACTAÇÃO 


no MED PORTAL


Aguardem o link e as dicas de como se inscreverem


 

Filmete da SMAM 2013 - Ministério da Saúde

  • Resumo
  • Texto Completo
  • Link Permanente
Data: 17 de agosto de 2013
Autor/fonte: Governo Federal
DESemana Mundial de Aleitamento Materno 2013O leite materno ajuda a criano ainda mais tranquila....

 MINISTÉRIO da SAÚDE

Semana Mundial de Aleitamento Materno 2013

O leite materno ajuda a criança a crescer forte e saudável. E para tornar este momento mais especial conte com um profissional de saúde para escutar você e ajudar a tornar a amamentação ainda mais tranquila.

Amamentação no programa Encontros com Fátima Bernardes

  • Resumo
  • Texto Completo
  • Link Permanente
Data: 4 de julho de 2013
Autor/fonte: Marcus Renato de Carvalho
Marcus Carvalho: AmamentasPediatra explica que a necessidade de polo...

Marcus Carvalho: Amamentação deve ser exclusiva até o sexto mês


Pediatra explica que a necessidade de políticas públicas que incentivem a amamentação


 


 


 


 


 


 

Mamiferos Mamando: Chinese Unicef video of animals nursing: breastfeeding, natural love

  • Resumo
  • Texto Completo
  • Link Permanente
Data: 7 de junho de 2013
Autor/fonte: UNICEF
">In recent years, sales of infant formula in ChinaUNICEF and the Chinese Center for Disease Control Center work together to promote maternal and child health Motherhood 10 squarebreastfeeding room created to help more families in the child born during the first six months of exclusive breastfeeding...

 In recent years, sales of infant formula in China´s annual growth rate of 15%, while China´s exclusive breastfeeding rate declined sharply. Official figures show that only 28 percent of Chinese mothers exclusively breastfed for six months to comply with the golden rule. The public health sector is generally believed that formula instead of breastfeeding on children´s health can not last a lifetime the important influence of China´s sharp decline in exclusive breastfeeding rates will severely affect children and women´s health and development. 




UNICEF and the Chinese Center for Disease Control Center work together to promote maternal and child health Motherhood 10 squarebreastfeeding room created to help more families in the child born during the first six months of exclusive breastfeeding.

BOTTLE UP - The filme

http://vimeo.com/31402693#

  • Resumo
  • Texto Completo
  • Link Permanente
Data: 20 de fevereiro de 2013
Autor/fonte: Jennifer Davidson and Chantal Molnar (ambos IBCLC)
">FILME ALERTA SOBRE O DESCASO DA SOCIEDADE com a CULTURA da AMAMENTAO e a ATUARCIO e de PROFISSIONAIS e SERVIDE DESPREPARADOS...

 FILME ALERTA SOBRE O DESCASO DA SOCIEDADE

com a CULTURA da AMAMENTAÇÃO e a

ATUAÇÃO das INDÚSTRIAS, do COMÉRCIO e de

PROFISSIONAIS e SERVIÇOS de SAÚDE

DESPREPARADOS

 

 

Muito Além do Peso


  • Resumo
  • Texto Completo
  • Link Permanente
Data: 23 de janeiro de 2013
Autor/fonte: Maria Farinha Filmes - ALANA
...

10 Passos da Alimentação Saudável Para Crianças Menores de 2 Anos

  • Resumo
  • Texto Completo
  • Link Permanente
Data: 14 de novembro de 2012
Autor/fonte: Ministério da Saúde - Brasil
font-family: Tahoma, Geneva, sans-serif">Os 10 passos da alimentaas menores de 2 anos1 - Dar somente leite materno ats ou quaisquer outros alimentos.O leite materno conts, pode adoecer mais e ficar desnutrida.2 os 2 anos de idade ou mais.A partir dos 6 meses, o organismo da criano chamados de alim...

 Os 10 passos da alimentação saudável para crianças menores de 2 anos


                               


1 - Dar somente leite materno até os 6 meses, sem oferecer água, chás ou quaisquer outros alimentos.

O leite materno contém tudo o que a criança necessita até os 6 meses de idade, inclusive água, além de proteger contra infecções. A criança que recebe outros alimentos além do leite materno antes dos 6 meses, principalmente através da mamadeira, incluindo água e chás, pode adoecer mais e ficar desnutrida.


2 – A partir dos 6 meses, oferecer de forma lenta e gradual outros alimentos, mantendo o leite materno até os 2 anos de idade ou mais.

A partir dos 6 meses, o organismo da criança já está preparado para receber alimentos diferentes do leite materno, que são chamados de alimentos complementares.

Mesmo recebendo outros alimentos, a criança deve continuar a mamar no peito até os 2 anos ou mais, pois o leite materno continua alimentando a criança e protegendo-a contra doenças.

Com a introdução da alimentação complementar, é importante que a criança receba água nos intervalos das refeições.


3 – A partir dos 6 meses, dar alimentos complementares (cereais, tubérculos, carnes, leguminosas, frutas e legumes) 3 vezes ao dia, se a criança receber leite materno, e 5 vezes ao dia, se estiver desmamada.

Se a criança está mamando no peito, 3 refeições por dia com alimentos adequados são suficientes para garantir uma boa nutrição e crescimento no primeiro ano de vida. No segundo ano de vida, devem ser acrescentados mais dois lanches, além das 3 refeições.

Se a criança não está mamando no peito, deve receber 5 refeições por dia com alimentos complementares já a partir do sexto mês.

Algumas crianças precisam ser estimuladas a comer (nunca forçadas).


4 – A alimentação complementar deve ser oferecida sem rigidez de horários, respeitando-se sempre a vontade da criança.

Crianças amamentadas no peito, em livre demanda, desenvolvem muito cedo a capacidade de autocontrole sobre a ingestão de alimentos, aprendendo a distinguir as sensações de saciedade após as refeições e de fome após o jejum (período sem oferta de alimentos).

Esquemas rígidos de alimentação interferem nesse processo de autocontrole pela criança.

Esse aprendizado precoce é fundamental na formação das diferenças nos estilos de controle de ingestão de alimentos nos primeiros anos de vida.

A quantidade da refeição está relacionada positivamente com os intervalos entre as refeições (grandes refeições estão associadas a longos intervalos e vice-versa).

É importante que as mães desenvolvam a sensibilidade para distinguir o desconforto do bebê por fome de outros tipos de desconforto (sono, frio, calor, fraldas molhadas ou sujas, dor, necessidade de carinho), para que elas não insistam em oferecer alimentos á criança quando esta não tem fome.

Sugere-se, sem esquema rígido de horário, que, para as crianças em aleitamento materno, sejam oferecidas 3 refeições complementares, uma no período da manhã, uma no horário do almoço e outra no final da tarde ou no início da noite.

Para as crianças já desmamadas, devem ser oferecidas 3 refeições mais dois lanches, assim distribuídos: no período da manhã (desjejum), meio da manhã (colação), almoço, meio da tarde (lanche), final da tarde ou início da noite (jantar).


5 – A alimentação complementar deve ser espessa desde o início e oferecida de colher; começar com consistência pastosa (papas/ purês) e, gradativamente, aumentar a sua consistência até chegar à alimentação da família.

No início da alimentação complementar, os alimentos oferecidos à criança devem ser preparados especialmente para ela, sob a forma de papas/ purês de legumes/ cereais/ frutas. São os chamados alimentos de transição.

A partir dos 8 meses, podem ser oferecidos os mesmos alimentos preparados para a família, desde que amassados, desfiados, picados ou cortados em pedaços pequenos.

Sopas e comidas ralas/ moles não fornecem energia suficiente para a criança.

Deve-se evitar o uso da mamadeira, pois a mesma pode atrapalhar a amamentação e é a principal fonte de contaminação e transmissão de doenças.

Recomenda-se o uso de copos (copinhos) para oferecer água ou outros líquidos; dar os alimentos semi-sólidos e sólidos com prato e com a colher.


6 – Oferecer à criança diferentes alimentos ao dia. Uma alimentação variada é uma alimentação colorida.

Desde cedo a criança deve acostumar-se a comer alimentos variados. Só uma alimentação variada evita a monotonia da dieta e garante a quantidade de ferro e vitaminas que a criança necessita, mantendo uma boa saúde e crescimento adequados.

O ferro dos alimentos é melhor absorvido quando a criança recebe, na mesma refeição, carne e frutas ricas em vitamina C.

A formação dos hábitos alimentares é muito importante e começa muito cedo. É comum a criança aceitar novos alimentos apenas após algumas tentativas, e não nas primeiras. O que pode parecer rejeição aos novos sabores e texturas, e da própria evolução da maturação dos reflexos da criança.

Os alimentos devem ser oferecidos separadamente, para que a criança aprenda a identificar as suas cores e sabores. Colocar as porções de cada alimento no prato, sem misturá-las.




7 – Estimular o consumo diário de frutas, verduras e legumes nas refeições.

As crianças devem acostumar-se a comer frutas, verduras e legumes desde cedo, pois esses alimentos são importantes fontes de vitaminas, cálcio, ferro e fibras.

Para temperar os alimentos, recomenda-se o uso cebola, alho, óleo, pouco sal e ervas (salsinha, cebolinha, coentro).


8 - Evitar açúcar, café, enlatados, frituras, refrigerantes, balas, salgadinhos e outras guloseimas, nos primeiros anos de vida. Usar sal com moderação.

Açúcar, sal e frituras devem ser consumidos com moderação, pois o seu excesso pode trazer problemas de saúde no futuro. O açúcar somente deve ser usado na alimentação da criança após 1 ano de idade.

Esses alimentos não são bons para a nutrição da criança e competem com alimentos mais nutritivos.

Deve-se evitar alimentos muito condimentados (pimenta, mostarda, ketchup, temperos industrializados, etc).


9 – Cuidar da higiene no preparo e manuseio dos alimentos; garantir o seu armazenamento e conservação adequados.

Para uma alimentação saudável, deve-se usar alimentos frescos, maduros e em bom estado de conservação. Os alimentos oferecidos às crianças devem ser preparados pouco antes do consumo; nunca oferecer restos de uma refeição.

Para evitar a contaminação dos alimentos e a transmissão de doenças, a pessoa responsável pelo preparo das refeições deve lavar bem as mãos e os alimentos que serão consumidos, assim como os utensílios em que serão preparados e servidos.

Os alimentos devem ser guardados em local fresco e protegidos de insetos e outros animais.

Restos de refeições que a criança recusou não devem ser oferecidos novamente.


10 – Estimular a criança doente e convalescente a se alimentar, oferecendo sua alimentação habitual e seus alimentos preferidos, respeitando a sua aceitação.

As crianças doentes, em gera, têm menos apetite, sem, no entanto, serem forçadas a comer.

Para garantir uma melhor nutrição e hidratação da criança doente, aconselha-se oferecer os alimentos de sua preferência, sob a forma que a criança melhor aceite, e aumentar a oferta de líquidos.

Para a criança com pouco apetite, oferecer um volume menor de alimentos por refeição e aumentar a freqüência de oferta de refeições ao dia.

Para que a criança doente se alimente melhor, é importante sentar-se ao lado dela na hora da refeição e ser mais flexível com horários e regras.

No período de convalescença, o apetite da criança encontra-se aumentado. Por isso, recomenda-se aumentar a oferta de alimentos nesse período, acrescentando pelo menos mais uma refeição nas 24 horas.

Enquanto a criança come com sua própria colher, a pessoa responsável pela sua alimentação deve ir oferecendo-lhe alimentos com o uso de outra.

Enfermeira em MG desenvolve copo que ajuda na amamentação

http://globotv.globo.com/tv-integracao-triangulo-mineiro/mgtv-1-tv-integracao/v/enfermeira-em-mg-desenvolve-copo-que-ajuda-na-amamentacao/2196245/

  • Resumo
  • Texto Completo
  • Link Permanente
Data: 24 de outubro de 2012
Autor/fonte: MGTV1 - TV Integração
Enfermeira em MG desenvolve copo que ajuda na amamentaoO diferencial cil, diz pediatra....

 

Enfermeira em MG desenvolve copo que ajuda na amamentação

O diferencial é a angulação da borda, que é anatômica à boca do bebê. Uso da mamadeira leva ao desmame porque é mais fácil, diz pediatra.

O cuidado neonatal sob o ponto de vista do olhar materno (1/5)

  • Resumo
  • Texto Completo
  • Link Permanente
Data: 12 de setembro de 2012
Autor/fonte: Luis Tavares
Pgina oficial: www.alemdauti.com.br...

Página oficial: www.alemdauti.com.br

O cuidado neonatal sob o ponto de vista do olhar materno (2/5)

  • Resumo
  • Texto Completo
  • Link Permanente
Data: 12 de setembro de 2012
Autor/fonte: Luis Tavares
Pgina oficial: www.alemdauti.com.br...

Página oficial: www.alemdauti.com.br


Página 5 de 6
Primeira Anterior 1 2 3 4 5 6 Próxima Última 

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
21 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital